Legalizar Negócio: Confira como fazer em 4 passos!

Nota fiscal, Simples Nacional, capital de giro e fluxo de caixa são termos que fazem parte do cotidiano de muitas empresas. Mas você sabe como essas e outras palavras são importantes para legalizar seu negócio? Legalizar negócio é algo muito importante no empreendedorismo.

Buscando resultados melhores, alguns empreendedores deixam de lado questões financeiras, contábeis e tributárias. No entanto, é aqui vive o perigo. A legalização da sua gestão é de extrema importância. Ainda mais, essencial para ser reconhecido no mercado e alcançar muito mais clientes.

Portanto, em casos mais graves, uma auditoria revela fraudes, e um profissional pode ter que pagar multas. Além disso, até ser responsabilizado e processado pelo não pagamento de impostos. Então, leia todo este artigo para ver um passo a passo eficaz sobre a legalização do seu negócio.

Uma pessoa em uma mesa com notebook escrevendo em um caderno para legalizar o negócio
Legalizar o negócio é fundamental

Importância de Legalizar Negócio

Possuir um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) tem contribuído para o desenvolvimento dos negócios de milhares de brasileiros no empreendedorismo.

Da mesma forma, com base em uma pesquisa realizada pelo Sebrae com Microempreendedores Individuais (MEI). 78% deles disseram que a formalização os ajudou a vender mais.

Ainda mais, 8 em cada 10 recomendam fortemente o registro oficial para outros empresários que ainda estão no setor informal. O procedimento para formalização é simples e rápido, e pode ser feito gratuitamente no Portal de Empreendedor, no menu Formalize-se.

Benefícios e Obrigações do MEI

Há muitas vantagens em se formalizar e virar um Microempreendedor Individual, uma das principais é simplificar a coleta de impostos. Além disso, a formalização possibilita que um empreendedor abra uma conta jurídica adquirindo novas linhas de crédito.

Do mesmo modo, você poderá emitir notas fiscais. O que contribui para o possível crescimento do negócio com a prestação de serviços para pessoas jurídicas. Acima de tudo, não há necessidade de investir em contabilidade. Mas se necessário, existe uma assistência gratuita no primeiro ano.

Como Legalizar Seu Negócio Passo a Passo!

Continue lendo para conhecer os quatro passos para fazer o seu CNPJ e se tornar um MEI no empreendedorismo! Em seguida, deixei um passo a passo de como formalizar o seu negócio, confira:

  • 1: decida o tipo e o nome do seu negócio;
  • 2: consultar a viabilidade de abertura do empreendimento;
  • 3: acesse o portal do empreendedor MEI;
  • 4: conheça as taxas a serem pagas.
Uma mulher com notebook no colo escrevendo em um caderno - empreendedorismo
Empreendedorismo

Passo 1: Decida o Tipo e o Nome do Seu Negócio

Nesta etapa para legalizar negócio, siga as normas do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), para saber se o nome está disponível. Além disso, consulte também na Junta Comercial sobre a disponibilidade do nome que você escolheu.

Passo 2: Consultar a Viabilidade de Abertura do Empreendimento

O segundo passo a ser seguido ao registrar seu negócio como MEI é ir até a sua prefeitura municipal. Porque você precisa ver se o endereço desejado aceita a abertura de uma empresa que você quer no empreendedorismo.

Você pode tirar todas as dúvidas sobre MEI no Portal do Empreendedor. Bem como ter o acesso a todos os serviços disponíveis na plataforma. Então, tendo passado esta consulta e, tendo tomado todas as medidas necessárias para abrir a empresa.

É hora de passar para uma etapa muito importante.

Nos casos de negócios exclusivamente virtuais, como e-commerces e lojas virtuais, algumas cidades não requerem verificação. Porque o endereço do negócio será o mesmo do local de residência do empreendedor. No entanto, algumas cidades exigem que o endereço e as condições de trabalho sejam verificados. Esta visita é geralmente feita por bombeiros.

Passo 3: Acesse o Portal do Empreendedor MEI

Entre no portal do Microempreendedor Individual MEI. Em seguida, você deve procurar a opção “Formalize-se” para garantir a continuidade desta etapa. Quando você clicar no ícone, selecione uma das opções que aparecem na plataforma para continuar o processo de registro. Encontre a opção “Novo registro” e passe para próximo passo.

Passo 4: Conheça as taxas a serem pagas

Depois de tudo isso, você receberá seu certificado de status de Microempreendedor Individual. Assim, ao legalizar negócio, você terá os seus números de CNPJ e do NIRE! É essencial imprimir este documento.

Além disso, salve-o no seu e-mail e em outro dispositivo de armazenamento (computador, pendrive, etc.). Portanto, agora você deve saber qual o valor terá que pagar pelo MEI todo mês no empreendedorismo:

  • 52,85 para serviços e comércio;
  • 51,85 para a prestação de serviços;
  • 47,85 para indústria ou comércio.

Concluindo…

De qualquer forma, você viu que legalizar negócio e se tornar um MEI não é nada difícil, certo? Sem dúvidas, esta é uma decisão muito sábia para a evolução do seu negócio em todos os aspectos. Porque melhora a prestação de seus serviços e acesso ao crédito. Entre outros benefícios como, por exemplo, ter um CNPJ.

Portanto, independentemente do tamanho do seu negócio e do escopo de suas atividades, considere suas atividades como uma empresa. Assim, seu potencial de desenvolvimento no empreendedorismo será ainda maior! E não nunca se esqueça de atualizar constantemente suas informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *